O povo brasileiro é inegavelmente hospitaleiro, todavia o país sofre com a pequena criminalidade. As principais vítimas são os próprios brasileiros, mas é claro que os turistas, sendo menos conhecedores do “terreno” e, em princípio, portadores de mais dinheiro, são alvos potenciais dos ladrões. Não deixe de viajar até ao Brasil por esse motivo e siga algumas dicas para se manter seguro em férias:

Não exiba valores

A discrição é fundamental. Não use relógios caros ou joias e prefira o seu clássico telemóvel Nokia de teclas, deixando o iPhone em casa. Para tirar fotografias, leve a sua câmara fotografia num saco de plástico velho, de forma a não chamar a atenção.

Confunda os carteiristas

Use small bagsUse malas pequenas, não leve consigo grandes quantidades de dinheiro, e se possível esconda as suas
notas na roupa interior. Não deixe a sua carteira ou mala pendurada numa cadeira ou numa mesa, quando estiver num restaurante, pois uma pequena desatenção pode ser o suficiente para um ladrão consumar o furto.

Comporte-se como um brasileiro e não como um turista

Em Portugal, certamente já reparou que é fácil identificar um turista. Têm aspeto de ser do norte da Europa (muito brancos e louros), exibem roupas leves e despreocupadas, grandes mochilas, carregam mapas e aparentam ter mais tempo livre que as outras pessoas. Evite esta mesma aparência no Brasil. Tente vestir-se como os locais, trave amizades e circule na rua acompanhado. Estude atempadamente os seus percursos a pé pela cidade. Atualmente, com os serviços “online” de mapas, é fácil “pré-visualizar” mentalmente um mapa antes de sair de casa.

Tome pequenas cautelas

Evite fazer levantamentos em caixas multibanco na rua; em vez disso, faça-o no interior das agências bancárias ou ao balcão. Se precisa de um táxi, tente também reservá-lo com uma agência de viagens, pois há relatos de assaltos feitos com a conivência do taxista. Sempre que possível, utilize o transporte público, onde o roubo é mais difícil – especialmente se se sentar perto do motorista.